Modelo de Negócios do Skype

Skype - O Analista de Modelos de Negócios

O Modelo de Negócios do Skype adota o padrão conhecido como Freemium ao ofertar um software que permite ligações gratuitas de voz e vídeo entre seus usuários pela internet junto com uma oferta premium de ligações pagas para telefones convencionais.

Criado em 2003, na suíça, o Skype é um software que se tornou popular rapidamente ao permitir que pessoas conectadas a internet pudessem se comunicar com qualidade e sem custo. Para muitos, isso significou eliminar os altos custos das chamadas interurbanas e internacionais.

Desde o seu lançamento, seus números impressionam: Com mais de 300 milhões de usuários em todo o mundo, seu software já foi baixado e instalado mais de 1 bilhão de vezes e processa mais de 3 bilhões de minutos em chamadas todos os dias. Sua plataforma, que era responsável por 2,9% das ligações internacionais realizadas em todo o mundo em 2005, atingiu a marca de 40% das ligações em 2014.

Com tantos usuários assim, o Skype passou a gerar receitas com facilidade ao oferecer dois serviços premium para seus usuários: o Skype-In e o Skype-out, passando a adotar de forma bem sucedida o modelo Freemium.

Através do Skype-out, seu serviço mais popular, usuários podem ligar para telefones convencionais com custos menores do que se utilizassem sua empresa de telefonia local. Isso significa que você pode, por exemplo, ligar para sua avó em Fortaleza, que não usa computador, sem pagar os altos custos de DDD. O Skype usa sua tecnologia via internet para transmitir sua ligação até a rede de telefonia local da cidade em que ela mora e de lá realizar uma chamada local. Assim consegue cobrar valores menores para seus usuários.

Através do Skype-In, usuários podem ter um número local e passar a receber chamadas através dele, as quais são atendidas pelo próprio Skype. Assim, é possível que um usuário no Brasil contrate o Skype-In para ter um número loca de Nova Iorque (e colocar isso no seu cartão de visitas).

Em 2005, o Skype foi comprado por 2,6 bilhões de dólares pelo eBay e posteriormente comprado pela Microsoft, em 2011, por 8,5 bilhões de dólares.

O Modelo de Negócios do Skype no Canvas

Modelo de Negócio do Skype - Modelo Canvas

Como o Skype Ganha Dinheiro

O Modelo de Negócios do Skype gera fluxo de receitas cobrando valores por minutos das ligações realizadas ou recebidas por meio de seus serviços Skype-out e Skype-in com margem maior do que paga as redes de telefonia local que sub-contrata. No serviço de Skype-in a empresa também cobra uma assinatura básica além dos minutos em ligações.

Em ambos os casos, a empresa trabalha com o modelo de créditos pré-pagos. O que significa que para fazer ou receber chamadas o usuário precisa comprar créditos para sua conta.

Outras Empresas que Adotam Modelo de Negócios Semelhante ao Skype

Curtiu? Compartilhe em suas redes sociais e deixe seus comentários abaixo! Dúvidas são bem vindas e serão respondidas assim que possível! 😉

Resumo
Modelo de Negócios do Skype
Nome do Artigo
Modelo de Negócios do Skype
Descrição
O Modelo de Negócios do Skype adota o padrão conhecido como Freemium a ofertar um software que permite ligações gratuitas de voz e vídeo entre seus usuários
Autor
Nome do editor
O Analista de Modelos de Negócios
Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOVIDADES NO SEU

EMAIL

Quer ficar por dentro das análises dos mais diversos modelos de negócios do planeta? Assine agora e não perca nenhum novo post!