Parcerias-Chave

Parcerias-Chave

O penúltimo componente – Parcerias-Chave (ou Parcerias Principais) – trata da rede de parceiros que colocam o Modelo de Negócios em funcionamento. Uma parceria é quando duas entidades comerciais formam uma espécie de relacionamento.

Esse relacionamento pode ser de maior liberdade, quando cada lado da aliança pode formar novas parcerias, ou de exclusividade, limitado a uma única parceria e nenhum outro relacionamento concomitante.

As parcerias são desenvolvidas por diversas razões, desde otimizar seus Modelos de Negócios, reduzir riscos ou adquirir recursos. Elas têm-se tornado peça fundamental entre os demais componentes. Vamos, portanto, conhecer um pouco mais a respeito das Parcerias-Chave.

Parcerias-Chave

Tipos de parcerias

Alianças estratégicas: acontecem entre empresas que não são concorrentes, num acordo que beneficia ambos os lados.

Co-opetição: acontece entre empresas concorrentes. Ajuda a dividir o risco que ambas estão correndo, ao tentar fazer algo novo no mercado, e também pode garantir algum suprimento que ambas precisem, para citar alguns exemplos.

Joint-Ventures: o foco aqui é desenvolver um novo negócio, devido ao nascimento de um novo mercado ou do acesso a uma nova área, geograficamente falando.

Relação Comprador-Fornecedor: é o tipo mais comum de parceria e visa a garantir suprimentos confiáveis. Um lado fica com um fornecedor de qualidade e o outro, um comprador confirmado e recorrente.

Parcerias-Chave

Motivações para parcerias

Apesar de bastante comuns, as parcerias nem sem são simples. Envolvem muita negociação e, acima disso, confiança. No entanto, há diversas motivações que fomentam o desenvolvimento de parcerias. Em geral, elas podem ser divididas em três grandes guarda-chuvas:

Otimização e economia de escala

É praticamente impossível que uma empresa tenha todos os recursos e seja capaz de executar sozinha todas as atividades das quais o seu negócio depende. Por isso mesmo existem as parcerias de otimização e economia de escala: para reduzir custo, por meio da terceirização e do compartilhamento de infraestrutura.

Redução de risco e incerteza

Num ambiente competitivo e suscetível a mudanças, é fundamental reduzir riscos – e as parcerias podem ser capazes disso. Isso acontece inclusive entre concorrentes, que podem se unir para criar algo novo e/ou se proteger das incertezas do mercado.

Foi o caso, por exemplo, do desenvolvimento da tecnologia Blu-Ray, quando uma parceria estratégica entre algumas das principais empresas de eletrônicos e informática do mundo foi criada para compartilhar o risco de trazer tal advento ao mercado.

Aquisição de recursos e atividades particulares

Às vezes, a empresa – especialmente um novo negócio – precisa de recursos, conhecimentos e/ou licenças, que exigem altos investimentos de tempo e/ou dinheiro. Por isso, ela acaba por formar uma parceria com outra organização que já tem os processos, informações ou estruturas consolidadas para tal.

Muitas novas empresas optam por dar início a suas operações formando parcerias que lhes dão acesso aos recursos ou processos necessários, mas que ainda não são capazes de possuir.

Parcerias-Chave

Observações ao se formar parcerias

Ao avaliar as várias Parcerias Principais que o de que o seu negócio possa dispor, examine o aproveitamento de cada uma com base nas seguintes questões-chave:

  • Quais parcerias são essenciais para o nosso negócio?
  • Quem são nossos fornecedores principais?
  • Quais de nossos fornecedores e parceiros estão adquirindo nossos principais recursos?
  • Que tipo de parceria atenderia às nossas necessidades?
  • Qual é a cadeia de suprimentos onde eu deveria estar localizado?
  • Tendo definido as Parcerias Principais que seu negócio exige, então observe os fatores abaixo, para que tais parcerias sejam desenvolvidas de maneira sustentável e beneficial:
  1. Acordos de Parceria Corretos e Sustentáveis: Não importa se sua parceria será com outra empresa ou com um indivíduo. É preponderante que os acordos sejam claros e ofereçam benefícios a ambas as partes. É importante que, para tanto, sejam elaborados junto com a assessoria jurídica.
  2. Expectativas definidas: A fim de alcançar o tipo de acordo acima, é essencial que cada empreendedor compartilhe abertamente suas expectativas referentes à parceria que está para se formar, de maneira a evitar conflitos mais adiante.
  3. Impacto sobre seus clientes: o objetivo maior, ao formar uma parceria, é preencher uma lacuna na Proposta de Valor ou nos Recursos Principais. Avalie também como essa parceria será vista pelos seus Segmentos de Clientes.
  4. Seleção e suspensão de parcerias: Algumas parcerias parecem interessantes e lucrativas no início, mas acabam não sendo bem-sucedidas. No caso de uma parceria se tornar prejudicial ou mesmo irrelevante, encerra-a o quanto antes.

Parcerias-Chave

O bloco Parcerias-Chave se refere, em resumo, à rede de fornecedores e parceiros que tornam seu modelo de negócios não só viável, mas eficiente. As razões para se optar por uma parceria são inúmeras, e algumas delas são fundamentais para o sucesso – ou o fracasso – de seu negócio.

Você pode otimizar o emprego de recursos, criar fluxos de suprimentos e reduzir riscos ao assumir um parceiro, especialmente se você está começando um novo negócio ou mesmo se aventurando por novas aplicações no mercado.

No entanto, embora sua organização possa fazer diversas parcerias de sucesso, com vários outros empreendedores e por inúmeros motivos, é importante lembrar que nem todos os relacionamentos são positivos para seu negócio. Por isso, a necessidade de avaliar com antecedência e cuidado antes de firmar quaisquer acordos.

E, como acontece em praticamente todos os sete blocos anteriores, as Parcerias Principais podem mudar ao longo do ciclo de vida de uma empresa e de acordo com as variações do mercado. Mantenha-se sempre de olho no Modelo de Negócios, revisando-o e o atualizando sempre que preciso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOVIDADES NO SEU

EMAIL

Quer ficar por dentro das análises dos mais diversos modelos de negócios do planeta? Assine agora e não perca nenhum novo post!