A BizCapital, fintech brasileira fundada em 2016, cujo propósito, segundo a própria empresa, é “trazer soluções inovadoras para o setor financeiro e melhorar a vida de empresas e pessoas que precisam de produtos bancários, empregando tecnologia de ponta e proporcionando modernidade, agilidade e transparência”.

A BizCapital não é uma instituição financeira e não é um banco. Ela é um correspondente bancário digital, que opera com crédito para pequenas empresas – empréstimos do tipo “capital de giro”.

e-Book Guia Definitivo do Business Model Canvas

Em palavras simples, ela atua como um intermediário entre pequenos empreendimentos que precisam de dinheiro e instituições financeiras parceiras que irão prover o empréstimo a essas pessoas jurídicas.

Até o momento, a fintech não tem licença para conceder crédito próprio. Mas isso está prestes a mudar. Quer saber como? Acompanhe o modelo de negócio da BizCapital.

O que é a BizCapital, afinal?

BizCapital

A BizCapital é uma empresa de crédito digital que tem autorização dos órgãos competentes para oferecer produtos de empréstimos, através de parcerias com instituições financeiras e bancos.

Atualmente, trata-se de um correspondente bancário da Socinal S.A, uma instituição que opera há mais de uma década no mercado brasileiro. Ela é a responsável por todas as operações de crédito realizadas pela plataforma da BizCapital até o momento.

Ser um correspondente bancário não compromete de maneira alguma o trabalho da fintech. Apenas reduz a sua atuação. Os correspondentes são simplesmente empresas contratadas por bancos e outras instituições financeiras autorizadas pelo Banco Centrtal do Brasil. Exatamente como atuam as lotéricas e o banco postal, por exemplo.

O objetivo da BizCapital é oferecer uma forma mais acessível e com menos burocracia de atender pequenas empresas, a fim de agilizar o processo de obtenção de empréstimo PJ, por meio de uma plataforma simples e totalmente digital.

e-Book Guia Definitivo do Business Model Canvas

Segundo os sócios da startup, esses empreendedora não costumam ter um atendimento de qualidade por parte dos banco e grandes instituições, por não se interessarem por tal público.

A plataforma da BizCapital agiliza o processo de cálculo dos financiamentos e a liberação do crédito. Tudo por ser feito online, com menos burocracia e papelada. Além disso, os clientes podem acompanhar todo o processo pela internet ou pelo aplicativo – disponível somente para Android até o momento.

Em suma, a operação completa é feita através de tecnologia, desde a solicitação até a contratação – inclusive a submissão de documentos para avaliação e aprovação.

Como a BizCapital funciona?

BizCapital

Para começar, vamos entender quem é o cliente da fintech. O crédito é concedido somente para empresas que tenham CNPJ há mais de um ano, renda bruta mensal superior a 10 mil reais e conta pessoa jurídica em algum banco.

O valor mínimo para empréstimo é de 5 mil reais e o valor máximo chega a 150 mil reais. O prazo pode variar de 3 a 24 parcelas mensais, e os juros partem de 1,99% ao mês e não passam de 5,49% mensais. Não há necessidade de incluir bens da empresa como garantias.

Todos esses números (valor máximo, quantidade de parcelas e taxa de juros) serão estabelecidos de acordo com o perfil, renda e histórico da empresa solicitante, que será avaliado com base nas informações existentes no mercado e fornecidas no período de análise.

Para iniciar o processo, o empreendedor precisa preencher o formulário que está disponível no site ou app da BizCapital. Trata-se de um cadastro inicial, com valor desejado, informações básicas da empresa (inclusive faturamento) e do responsável pela solicitação, além de propósito do empréstimo.

Preenchido o formulário, os especialistas da startup irão avaliar os dados e fazer uma oferta de empréstimo adequada para a solicitante. Essa avaliação é realizar em no máximo 24 horas e será enviada por e-mail. O mesmo acontece no caso de a solicitação não ser aprovada.

De fato, a oferta é apenas uma “pré-aprovação”, porque, até esse momento, o cliente ainda não enviou nenhuma documentação comprobatória. Depois que receber a oferta, o empreendedor deverá fazer uma simulação sobre valor e prazos, para verificar as taxas aplicadas, datas de pagamento etc. Então, encaminhará a contratação do crédito de acordo.

Agora chega a fase mais burocrática, ou seja, o envio de documentos. Serão solicitados contrato social, comprovante de endereço, extratos bancários e documentação dos sócios da empresa (incluindo comprovantes de renda e residência).

Novamente, confirmação vai por e-mail, com contrato para assinatura digital (via ClickSign). Com tudo pronto, o depósito será realizado em na conta bancária da empresa, em até dois dias úteis.

Como surgiu a BizCapital

BizCapital

A BizCapital nasceu em 2016, das mãos dos fundadores Cristiano Rocha, Daniel Orlean e Francisco Ferreira. Os três tinham uma empresa com foco em tecnologia e educação, que decidiram vender após 15 anos de atuação no mercado.

Alguns dos principais clientes dessa empresa anterior eram bancos. Devido à experiência que tinham com essa realidade, especialmente a percepção das dificuldades enfrentadas pelos clientes “menores” ao buscar crédito, os fundadores resolveram investir no ramo.

Depois de muita pesquisa, os três sócios investiram recursos próprios na criação da fintech, captaram cerca de 8 milhões de reais em equity e debêntures privadas, além de um aporte de 3,5 milhões de reais do fundo de capital de risco Monashees.

O Modelo de Negócio da BizCapital

Vamos ver como é o modelo de negócio da Bizcapital no Business Model Canvas

Modelo de Negócio da BizCapital - Business Model Canvas

Como a BizCapital ganha dinheiro?

BizCapital

A BizCapital é remunerada pela operacionalização do empréstimo, desde o serviço de captação de clientes até o funcionamento da plataforma. Isso significa que ela recebe um valor por cada transação que consegue intermediar entre a Socinal e seus clientes. Não há informação de como funciona ou qual é o valor desse comissionamento.

Além de sua própria atuação como correspondente, a BizCapital também conta com representantes, que ela chama de “parceiros”. Em palavras simples, são profissionais que se cadastram para trabalharem como consultores de crédito e recebem uma comissão sobre os empréstimos que conseguirem para a startup.

Porém, a fintech tem ambições de se transformar ela mesma em uma instituição de crédito também. Nesse caso, ela emprestaria capital próprio, e seu novo fluxo de receita viria das taxas de juros cobradas sobre o valor concedido, exatamente como qualquer credor.

Essa possibilidade vem justamente de uma outra fonte de renda da startup: os aportes financeiros. No segundo semestre de 2018, a BizCapital recebeu um investimento no valor de 20 milhões de reais, com participação da Quona Capital, Chromo Iinvest, além do seu primeiro investidor, o fundo Monashees.

Em rodadas de investimentos anteriores, a BizCapital já havia recebido aportes de investidores-anjo: Sandro Reis (CEO da Geru), Sergio Fúrio (CEO da Creditas) e Jaime de Paula (CEO da Neoway).

Segundo os sócios, esse novo aporte está sendo investido em tecnologia a fim de preparar a BizCapital para se tornar uma Sociedade de Crédito Direto (SCD). O pedido de entrada já teria sido encaminhado e existem inúmeras regras e reestruturações pelas quais a empresa precisa passar para estar adequada para receber a autorização. Sem essa autorização, ela não pode emprestar dinheiro próprio, por isso só pode atuar como correspondente.

O restante do valor será revertido para expansão das operações e melhoria dos serviços prestados. Um dos objetivos é aprovar os pedidos já no mesmo dia. Para isso, precisam aumentar o grau de automação das operações.

A BizCapital pretende buscar novos desenvolvedores de software, especialista em dados e profissionais de marketing para integrarem a equipe, possibilitando a ampliação da base de clientes. Até o ano passado, a fintech já contabilizava 100 mil solicitações de crédito, com valor total superior a 2 bilhões de reais.

e-Book Guia Definitivo do Business Model Canvas
-53%
-72%
R$500 R$139
-64%
R$250 R$89
-80%

2 thoughts on “Modelo de negócio da BizCapital

  1. Jéssica Flausino says:

    Muito legal o seu ponto de vista. Salvei o lindo do Blog para conferir mais post como esse! Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.