Modelo de Compra Coletiva

Compra Coletiva - O Analista de Modelos de Negócios

O Modelo de Compra Coletiva (group buying) funciona ao oferecer produtos ou serviços com um desconto agressivo (normalmente acima de 50%) com um gatilho da oferta atrelada a um número mínimo de compradores.

A idéia do modelo é usar o poder da compra em grande volume para promover benefícios tanto para clientes quanto para empresas ofertantes.

Para clientes é uma ótima forma de conseguir descontos para comprar bem barato enquanto que para empresas é uma ótima forma de atrair novos clientes.

No fundo, o modelo não deveria nem ser chamado de compra coletiva, pois ele não passa de uma estratégia de e-mail marketing.

O grande segredo das empresas de compra coletiva está em construir uma base de e-mails cadastrados para serem oferecidos a empresas anunciantes.

A única regra que precisa ser seguida é: ofereça um desconto agressivo – acima de 50%. Essa regra básica é a responsável por garantir altas taxas de abertura, cliques e boca-a-boca (viralização) entre os usuários.

O modelo foi inventando pelo Groupon nos Estados Unidos e teve o Peixe Urbano como grande referência nacional.

Já existiram mais de 1000 sites de compras coletivas no Brasil, mas o modelo entrou em crise e precisou se reformular para sobreviver.

Infelizmente, poucas são as empresas que ainda estão vivas adotando algum híbrido deste modelo.

O Modelo Canvas da Compra Coletiva

Modelo de Compra Coletiva - Modelo Canvas

Como o Modelo de Compra Coletiva Ganha Dinheiro

O modelo de Compra Coletiva ganha dinheiro cobrando de 20% a 50% do valor da venda do produto ou serviço com desconto.

Forças e Fraquezas do Modelo de Compra Coletiva

Forças – O modelo tem sua performance baseada em sucesso e suas ofertas facilmente viralizam entre usuários pelo seu correto uso de estratégias de efeitos de rede (via e-mail e redes sociais).

Fraquezas – O modelo é amplamente criticado pela sua falta de sustentabilidade no longo prazo. Tanto que a maior parte das empresas que o adotaram faliram.

Além da exigência de desconto agressivo, as empresa anunciantes ainda tem que pagar uma comissão agressiva, o que faz com que as mesmas acabem recebendo apenas de 15 a 25% do valor normal – um custo relativamente alto para os anunciantes.

Para piorar, muitos dos clientes são meros aproveitadores de descontos e não criam qualquer fidelização, nunca mais retornando aos estabelecimentos.

Como obter Sucesso com o Modelo de Compra Coletiva

Para obter sucesso com este modelo é necessário que a exigência de descontos e comissionamento sejam menos pesados para as empresas anunciantes.

Também é importante que só se permitam ofertas de empresas capazes de atender com qualidade o grande volume de clientes gerados pelas promoções.

Caso de Sucesso

O Groupon, maior caso de sucesso mundial de compras coletivas, pode ser considerado o inventor deste modelo.

Criado em 2008, a empresa atraiu a atenção do mundo todo e de grandes investidores, expandindo sua atuação para mais de 28 países mundo a fora.

Em 2010 a empresa já estava presente em 150 cidades da América do Norte, 100 cidades na Europa, Asia e América do Sul e tinha mais de 35 milhões de usuários registrados.

A empresa que já faturava mais de 1 bilhão de dólares, recusou uma proposta de compra do Google por 6 bilhões de dólares e abriu seu capital na bolsa, chegando a valer 16,5 bilhões de dólares.

Mas em 2011, sinais de problemas com seu modelo de negócios começaram a aparecer. Histórias de problemas de atendimento, reclamações de baixas margens e disparo de reclamações em sites de críticas na internet começou a derrubar a popularidade do site entre usuários e anunciantes.

Em 2012, o Groupon teve 37 milhões de prejuízo e desde então tenta se reinventar. Apesar de ainda continuar viva e possuir uma marca global, a empresa é a grande demonstração de que o modelo de compra coletiva precisa encontrar um novo caminho para voltar a brilhar.

Outras Empresas que Adotam o Modelo de Compra Coletiva

Curtiu? Compartilhe em suas redes sociais e deixe seus comentários abaixo! Dúvidas são bem vindas e serão respondidas assim que possível! 😉

Fontes
https://en.wikipedia.org/wiki/Group_buying
http://www.triplepundit.com/2011/12/group-buying-sustainable/
http://knowledge.wharton.upenn.edu/article/how-sustainable-is-groupons-business-model/
http://www.wisegeek.com/what-is-group-buying.htm
http://www.sersc.org/journals/IJUNESST/vol7_no3/17.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOVIDADES NO SEU

EMAIL

Quer ficar por dentro das análises dos mais diversos modelos de negócios do planeta? Assine agora e não perca nenhum novo post!